quinta-feira, fevereiro 22, 2024
More
    HomeCotidianoSociedadeManaus proíbe uso de cigarros eletrônicos em ambientes coletivos

    Manaus proíbe uso de cigarros eletrônicos em ambientes coletivos

    Publicado em

    spot_img

    A Prefeitura de Manaus publicou um decreto que proíbe o uso de cigarros eletrônicos em ambientes de uso coletivo da cidade. A lei está em vigor desde o dia 20 de outubro e altera a redação da Lei N.1.364, de 19 de agosto de 2009.

    O decreto, de propositura do vereador Gilmar Nascimento, reforça que:

    “é proibido o uso de cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbos ou de qualquer outro produto fumígeno, bem como o uso de quaisquer dispositivos eletrônicos para fumar (DEFs), popularmente denominados cigarros eletrônicos, vaper, pod, e-cigarette, e-ciggy, e-pipe, e-cigar, heat not burn, entre outras nomenclaturas, à base de vaporização, derivados ou não do tabaco, em ambientes de uso coletivo, públicos ou privados, no município de Manaus”.

    Os locais, que se enquadram nos ambientes acima, devem fixar um aviso da proibição, em pontos de ampla visibilidade, com a indicação de telefone e endereço dos órgãos municipais responsáveis pela vigilância sanitária e pela defesa do consumidor.

    Riscos dos cigarros eletrônicos

    Esses dispositivos prometem ser uma alternativa mais segura ao tabagismo convencional, mas representam riscos à saúde humana. O líquido é uma mistura de substâncias químicas, altamente tóxicas.

    Dentre os riscos estão problemas respiratórios, como bronquite, inflamação pulmonar e pneumonias. O Ministério da Saúde informa ainda que existem diversos relatos de casos com diferentes características, desde sintomas respiratórios leves até pneumotórax espontâneo.

    Esses quadros foram apontados pela ex-vocalista do Aviões do Forró, Solando Almeida, que está em recuperação, após sofrer lesões nas cordas vocais e no pulmão por conta do vício do cigarro eletrônico.

    Solange Almeida esclarece repercussão sobre problema de saúde causado por cigarro eletrônico
    Solange Almeida esclarece repercussão sobre problema de saúde causado por cigarro eletrônico (Foto: Divulgação)

    “Comecei a sentir dificuldade para respirar, minha voz não saía direito, não era mais a mesma. Aí, foi quando eu fiz um exame aprofundado e descobri que estava com uma lesão nas cordas vocais e mais ainda no pulmão”, informou a artista.

    De acordo com pesquisa realizada na Universidade Federal de Pelotas, no Rio Grande do Sul, um a cada cinco jovens brasileiros consome cigarros eletrônicos. O levantamento aponta que o equipamento é mais popular entre jovens de 18 a 24 anos.

    Com informações da Gazeta da Amazonia*

    Últimos Artigos

    Mel de jandaíra do AM é escolhido o melhor do Brasil

    A agroindústria Feira do Mel – Flor do Amazonas de Manaus conquistou o primeiro...

    ‘CNH Social 2023’: Veja prazo de entrega da documentação:

      A entrega deve ser feita nos postos de atendimento do Detran-AM e nas autoescolas...

    Temporada de cruzeiros injeta R$ 3,5 milhões na economia do AM

    Temporada de cruzeiros, que ocorre de novembro a maio, recebe mais de 26 mil...

    Prefeitura e governo federal firmam convênio de R$ 78 milhões

    O prefeito de Manaus, David Almeida, assinou em parceria com o governo federal, por meio...

    Mais artigos como este

    Mel de jandaíra do AM é escolhido o melhor do Brasil

    A agroindústria Feira do Mel – Flor do Amazonas de Manaus conquistou o primeiro...

    ‘CNH Social 2023’: Veja prazo de entrega da documentação:

      A entrega deve ser feita nos postos de atendimento do Detran-AM e nas autoescolas...

    Temporada de cruzeiros injeta R$ 3,5 milhões na economia do AM

    Temporada de cruzeiros, que ocorre de novembro a maio, recebe mais de 26 mil...