sexta-feira, abril 19, 2024
More
    HomeCotidianoSociedadeAmazonas tem redução de 27% nos crimes de feminicídio

    Amazonas tem redução de 27% nos crimes de feminicídio

    Publicado em

    spot_img

    Os dados são referentes ao período de janeiro a novembro de 2022, em comparação ao mesmo período do ano passado

    O Amazonas apresentou uma redução de 27% nos registros de casos de feminicídio, de acordo com os dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), por meio do Centro Integrado de Estatística de Segurança Pública (Ciesp), em 2022.

    De acordo com o Ciesp, de janeiro a novembro de 2021, foram registrados 22 crimes de feminicídio no estado. No mesmo período deste ano, este número chegou a 16, apresentando uma redução de 27% em crimes desta natureza.

    O secretário de Segurança Pública, general Carlos Alberto Mansur, explicou que essa redução é fruto do trabalho integrado das polícias do Amazonas e da rede de apoio às mulheres vítimas de violência, oferecido pelo Governo do Estado.

    “Nós estamos trabalhando todos os dias, intensivamente, para reduzir todos os índices de criminalidade. Esta redução é resultado das ações realizadas pela Polícia Militar do Amazonas (PMAM), por meio dos patrulhamentos ostensivos para coibir as ações criminosas, e pela Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio dos trabalhos investigativos, dando uma resposta positiva para a sociedade”, disse o secretário.

    Rede de apoio

    Atualmente, Manaus dispõe de três delegacias especializadas em crimes contra a mulher, localizadas nas zonas centro-sul, sul e norte de Manaus. Nessas delegacias, além do registro de ocorrências, as mulheres vítimas de violência são orientadas quanto às medidas protetivas e encaminhadas ao Serviço de Apoio Emergencial à Mulher (Sapem), de responsabilidade da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc).

    No interior, os municípios de Manacapuru, Parintins, Humaitá, Itacoatiara, Eirunepé e Coari têm delegacias especializadas que podem fazer esse tipo de registro. Nos demais municípios, as Delegacias Interativas estão aptas a receber mulheres vítimas de violência doméstica.

    Além das delegacias, o Estado dispõe do Ronda Maria da Penha, tropa especializada da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), que realiza o acompanhamento periódico de mulheres vítimas de violência doméstica e que têm medida protetiva.

    E o Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) também tem um atendimento especializado para esse tipo de caso, através do 190.

    Leia mais:
    Brasil não tem lei federal que trate de violência obstétrica
    Virou Lei: Sigilo de informações de mulheres vítimas de violência
    Prefeitura oferta 100 vagas para palestra sobre violência doméstica

    Últimos Artigos

    Nível dos rios do AM é “preocupante”, diz Defesa Civil

    Em informativo à população compartilhado nesta semana, a Defesa Civil Estadual do Amazonas (DC-AM)...

    AM perde liderança no Norte na produção de ovos

    Com a produção de 520.956 ovos de galinha em 2023, o Amazonas perdeu a...

    Em dois meses, 17 pessoas morreram atropeladas em Manaus

    De janeiro a fevereiro de 2024, 17 pessoas morreram em atropelamentos em Manaus. O...

    Saiba quais alimentos têm sódio em excesso identificados pela Anvisa

    Um relatório divulgado pela Anvisa revelou que 28% dos produtos industrializados monitorados entre 2020...

    Mais artigos como este

    Nível dos rios do AM é “preocupante”, diz Defesa Civil

    Em informativo à população compartilhado nesta semana, a Defesa Civil Estadual do Amazonas (DC-AM)...

    AM perde liderança no Norte na produção de ovos

    Com a produção de 520.956 ovos de galinha em 2023, o Amazonas perdeu a...

    Em dois meses, 17 pessoas morreram atropeladas em Manaus

    De janeiro a fevereiro de 2024, 17 pessoas morreram em atropelamentos em Manaus. O...