domingo, abril 14, 2024
More
    HomeCotidianoMais três cidades amazonenses terão iluminação pública de LED

    Mais três cidades amazonenses terão iluminação pública de LED

    Publicado em

    spot_img
    O Ilumina+ Amazonas implantará 4,5 mil luminárias em Codajás, Anori e Apuí
    O programa Ilumina+ Amazonas alcançará mais três municípios nos próximos dias: Codajás, Anori e Apuí (distantes a 240, 195 e 453 quilômetros de Manaus, respectivamente). Juntas, as três cidades receberão 4,5 mil pontos de iluminação pública de LED, tecnologia já implantada em outros 24 municípios e 32 comunidades.
    O programa de modernização da iluminação pública no interior do Amazonas, executado pela Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE) do Governo do Amazonas, se aproxima da conclusão de sua primeira fase, tendo instalado mais de 51 mil luminárias em locais onde ainda não havia iluminação ou substituindo as lâmpadas antigas a vapor de mercúrio, metálica, de sódio e mistas.
    Mais de 1 milhão de amazonenses já foram beneficiados com a tecnologia e, com as novas cidades, a quantidade subirá para 1,3 milhão. Segundo o coordenador executivo da UGPE, engenheiro civil Marcellus Campêlo, a iluminação de qualidade tem transformado o dia a dia dos amazonenses. “Nessas 28 cidades beneficiadas com o LED, as famílias passaram a adotar novos hábitos, comerciantes conseguem trabalhar durante à noite, cidades turísticas se beneficiam com o maior fluxo de visitantes, entre outras vantagens.
    Uma cidade mais iluminada é uma cidade mais valorizada”, destaca. Conforme a Avanço Construções, empresa que realiza os trabalhos no interior, atualmente, a implantação de LEDs está em fase final em Manacapuru, na região metropolitana de Manaus, com cerca de 90% de execução. As próximas cidades a receberem a nova iluminação são: Codajás (1.594 pontos) e Apuí (1.997 pontos).
    Na sequência, as equipes se deslocarão para o município de Anori (932 pontos), com conclusão dos serviços até o dia 20 de dezembro. “As equipes têm executado a implantação de maneira rápida e eficiente, mesmo em locais mais distantes, como na região de fronteira. Portanto, finalizaremos todas as cidades contempladas nesta primeira fase, dentro do prazo”, ressaltou o diretor operacional da Avanço, engenheiro eletricista Anderson Bittencourt.
    Todas as cidades já passaram pela vistoria técnica e o prefeito de Apuí, Marcos Antônio Lise, frisou a importância da parceria entre o município e o Governo do Estado para a agilidade dos serviços. “Em nome da população apuiense, quero agradecer ao governador Wilson Lima”, declarou. Vantagens – Os LEDs geram mais luminosidade. Além disso, os municípios ainda contabilizam outras vantagens, como redução de cerca de 60% no consumo de energia e possibilidade de repactuação da Contribuição de Custeio do Serviço de Iluminação Pública (COSIP), gerando mais recursos para investimento em outras áreas prioritárias.
    Por utilizar a alternativa mais sustentável para a iluminação pública, o programa Ilumina+ Amazonas obteve reconhecimento nacional da Associação Brasileira da Indústria de Iluminação (Abilux).  O presidente da instituição, Marco Poli, destacou a alta eficiência energética e seus benefícios: “menor geração de energia, menor investimento em transmissão e distribuição, vida mais longa e especialmente o menor consumo. Adicionalmente, a luminária LED não contém mercúrio e, portanto, não necessita das mesmas precauções após a vida útil”, disse.
    Municípios beneficiados – O Ilumina+ Amazonas já chegou à sede dos seguintes municípios: Tefé, Nhamundá, Parintins, Barreirinha, Boa Vista do Ramos, Autazes, Urucurituba, Itacoatiara, Rio Preto da Eva, Presidente Figueiredo, Humaitá, Boca do Acre, Novo Airão, São Gabriel da Cachoeira, Beruri, Tabatinga, Benjamin Constant, São Paulo de Olivença, Carauari, Eirunepé e Manacapuru.
    Na zona rural e áreas indígenas foram contemplados os seguintes locais: comunidades Vila Amazônia, Serra da Valéria, Zé Açu, Caburi e Mocambo, em Parintins; Sant’Ana, Santa Helena, Santa Etelvina e Igarapé-Açu, em São Sebastião do Uatumã; Novo Céu, em Autazes; Vila de Lindoia, Novo Remanso, Engenho, Jerusalém, Jacarezinho e Piquiá, em Itacoatiara; Distrito de Realidade e comunidade Cristolândia, em Humaitá; Canoas, Nova Jerusalém, Novo Rumo, Rumo Certo, Marcos Freire e São Miguel, em Presidente Figueiredo, assim como Santo Antônio do Matupi e Maravilha, em Manicoré.

    Também receberam iluminação as comunidades Indígenas Belém do Solimões, Umariaçu I e Umariaçu II, em Tabatinga; Feijoal e Filadélfia, em Benjamin Constant. O Governo do Amazonas implantou luminárias de LED, por meio de convênio, em Alvarães e Atalaia do Norte. O município de Maués já conta com iluminação pública 100% em LED desde 2019, quando foi implantado o Prosai. O serviço executado em Maués serviu como piloto para o início do Ilumina+ Amazonas.

    Com informações da Assessoria*

    Últimos Artigos

    Nível dos rios do AM é “preocupante”, diz Defesa Civil

    Em informativo à população compartilhado nesta semana, a Defesa Civil Estadual do Amazonas (DC-AM)...

    AM perde liderança no Norte na produção de ovos

    Com a produção de 520.956 ovos de galinha em 2023, o Amazonas perdeu a...

    Em dois meses, 17 pessoas morreram atropeladas em Manaus

    De janeiro a fevereiro de 2024, 17 pessoas morreram em atropelamentos em Manaus. O...

    Saiba quais alimentos têm sódio em excesso identificados pela Anvisa

    Um relatório divulgado pela Anvisa revelou que 28% dos produtos industrializados monitorados entre 2020...

    Mais artigos como este

    Nível dos rios do AM é “preocupante”, diz Defesa Civil

    Em informativo à população compartilhado nesta semana, a Defesa Civil Estadual do Amazonas (DC-AM)...

    AM perde liderança no Norte na produção de ovos

    Com a produção de 520.956 ovos de galinha em 2023, o Amazonas perdeu a...

    Em dois meses, 17 pessoas morreram atropeladas em Manaus

    De janeiro a fevereiro de 2024, 17 pessoas morreram em atropelamentos em Manaus. O...