sábado, abril 20, 2024
More
    HomePoderLima invade redutos de Braga no interior e Coari

    Lima invade redutos de Braga no interior e Coari

    Publicado em

    spot_img
    Candidato à reeleição passou o fim de semana em campanha por cidades que não visitou no primeiro turno

    O governador Wilson Lima (União Brasil) fez uma peregrinação de campanha, neste fim de semana, em sete municípios do interior do Amazonas.

    O candidato à reeleição fez comícios, reuniões políticas e encontros com os líderes dos municípios de Silves,

    Itapiranga, São Sebastião do Uatumã, Urucará, Urucurituba, Coari e Barcelos.

    “Tão logo terminou o primeiro turno, voltamos à campanha ao mesmo tempo que cuidamos da administração do estado do Amazonas E de posse do mapa de votação, estamos priorizando aqueles municípios que ainda não fui”.

    A verdade é que o candidato à reeleição a governador está focando em municípios em que o prefeito tinha alguma ligação com o seu adversário, Eduardo Braga (MDB), ou teve uma baixa votação.

    Cidades não visitadas

    Lima disse que, na primeira semana, após o primeiro turno, o trabalho foi feito na capital Manaus.

    Agora, escolhe Silves, onde recebeu o apoio do prefeito Raimundo Paulino.

    De acordo com o candidato à reeleição, Itapiranga, São Sebastião do Uatumã e Urucará foram municípios que ele não havia visitado no primeiro turno.

    Região metropolitana

    No próximo fim de semana, Lima anunciou que vai voltar ao interior.

    “Durante a semana, vamos à região metropolitana de Manaus, como Manacapuru e Presidente Figueiredo, realizar ações nesses municípios”.

    Apoio de Coari

    De todos os eventos de campanha do fim de semana, realizados por Lima, o mais simbólico foi o de Coari.

    Durante toda a campanha do primeiro turno, o clã Pinheiro (que comanda a Prefeitura de Coari desde o ano 2000) não manifestou apoio a nenhum candidato a governador.

    Somente a três dias da votação de 2 de outubro é que o então candidato a deputado federal, agora eleito, Adail Filho (Republicanos), declarou apoio ao atual governador.

    A rixa entre a família Pinheiro e Lima se deu por causa da disputa local.

    Em 2021, na eleição suplementar, Lima chegou a ir a Coari fazer campanha para o candidato da oposição, Robson Tiradentes (União Brasil).

    Venceu a disputa pela Prefeitura de Coari o sobrinho de Adail (o pai), Keitton Pinheiro.

    Neste sábado (15), em Coari, quando foi recebido pelos Pinheiros em um jantar com o prefeito e vereadores, Lima disse:

    “Acho que a gente fica sem oposição, não é prefeito? Com essa manifestação, conseguimos congregar todas as forças políticas de Coari”.

    80% dos votos

    A família Pinheiro promete dar 80% dos votos a Lima neste segundo turno.

    Na conversa que teve com o prefeito Keitton, a deputada estadual reeleita, Mayara Pinheiro, vereadores e Adail Pinheiro, o governador disse que, durante o mandato dele, independentemente de questões partidárias, nunca partiu para agressão ou perseguição.

    “Apesar de alguns prefeitos terem outros caminhos e alinhamentos políticos sempre respeitei e nunca deixei de investir no município. Por isso, eu posso vir a Coari ou a qualquer outro município e falar dos investimentos que o estado fez sem olhar essa questão partidária ou se está alinhado ou não com o governador do estado”, disse Lima.

    Ampliação de votos

    Lima considera muito importante o posicionamento da família Pinheiro para que possa ampliar a margem de votação em relação ao primeiro turno.

    Na presença do governador, o prefeito de Coari, Keitton Pinheiro, disse que antes de tudo pensa  no desenvolvimento do município.

    “Coari está acima da família Pinheiro porque pensamos sempre no coletivo”, disse o prefeito.

    Ele enalteceu a presença do governador nas ações em Coari principalmente nas áreas da saúde, educação e infraestrutura.

    “Líder maior”

    Segundo o prefeito coariense, o apoio a Wilson Lima veio de uma análise do tio Adail Pinheiro, que ele chama de “líder maior”.

    Keiton reiterou a promessa de dar cerca de 80% da votação do dia 30 de outubro ao governador Wilson Lima.

    O ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro, contou que depois de uma análise de toda a situação, o grupo político entendeu que era melhor dar apoio à reeleição do governador Wilson Lima.

    “Sabemeos que ele teve um primeiro momento de gestão bastante complicado, por conta da pandemia, mas superou.

    Vamos trabalhar para dar uma votação a ele em torno de 80% porque acreditamos que, se o primeiro governo foi bom, o segundo será melhor ainda. Coari agora é 44″, declarou o ex-prefeito Adail Pinheiro.

    Voto para presidente

    Com relação ao encaminhamento ou indicação de voto para presidente da República, Keiton e Adail Pinheiro não se posicionaram.

    Os líderes políticos do município disseram que vão deixar o eleitor coariense escolher.

    Leia mais:
    Wilson segue com 16 pontos na frente de Braga
    Michelle fará ato político em apoio a Wilson Lima em Manaus
    Bolsonaro diz que ZFM será preservada: ‘Como sempre’

    Mais informações.

    Últimos Artigos

    Nível dos rios do AM é “preocupante”, diz Defesa Civil

    Em informativo à população compartilhado nesta semana, a Defesa Civil Estadual do Amazonas (DC-AM)...

    AM perde liderança no Norte na produção de ovos

    Com a produção de 520.956 ovos de galinha em 2023, o Amazonas perdeu a...

    Em dois meses, 17 pessoas morreram atropeladas em Manaus

    De janeiro a fevereiro de 2024, 17 pessoas morreram em atropelamentos em Manaus. O...

    Saiba quais alimentos têm sódio em excesso identificados pela Anvisa

    Um relatório divulgado pela Anvisa revelou que 28% dos produtos industrializados monitorados entre 2020...

    Mais artigos como este

    Nível dos rios do AM é “preocupante”, diz Defesa Civil

    Em informativo à população compartilhado nesta semana, a Defesa Civil Estadual do Amazonas (DC-AM)...

    AM perde liderança no Norte na produção de ovos

    Com a produção de 520.956 ovos de galinha em 2023, o Amazonas perdeu a...

    Em dois meses, 17 pessoas morreram atropeladas em Manaus

    De janeiro a fevereiro de 2024, 17 pessoas morreram em atropelamentos em Manaus. O...