segunda-feira, abril 15, 2024
More
    HomeSociedadeBrasilAnvisa libera importação de vacina e remédio contra a Monkeypox

    Anvisa libera importação de vacina e remédio contra a Monkeypox

    Publicado em

    spot_img

    A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) liberou a importação de uma vacina contra a varíola dos macacos e do medicamento Tecovirimat, antiviral usado no tratamento da doença.

    Nos dois casos, a dispensa temporária de registro tem prazo de seis meses, podendo ser revogada, e vale apenas para o Ministério da Saúde – o que, na prática, impede que empresas privadas importem e comercializem os produtos.

    A autorização se aplica à vacina da empresa Bavarian Nordic A/S, fabricada na Dinamarca e na Alemanha. Apesar de ser o mesmo produto, o imunizante é chamado de Jynneos nos Estados Unidos e Imvanex na Europa.

    O Ministério da Saúde havia pedido a liberação da vacina à Anvisa na terça-feira (23). Na semana passada, a agência aprovou a norma que prevê a dispensa de registro para importação de medicamentos e vacinas destinados à prevenção ou ao tratamento da varíola dos macacos.

    O governo federal comprou 50 mil doses junto à Opas (Organização Pan-Americana de Saúde) para a vacinação de grupos específicos, como profissionais de saúde que lidam diretamente com o vírus em laboratórios. A expectativa é de que 20 mil doses cheguem ao país em setembro e o restante em outubro.

    Segundo a definição da Anvisa, a vacina da Bavarian Nordic deverá ser aplicada apenas em adultos com 18 anos ou mais. O prazo de validade é de 60 meses, quando conservada em condições adequadas.

    Já o antiviral Tecovirimat poderá ser usado com concentração de 200 mg no tratamento de adultos e crianças que pesem no mínimo 13 kg. O medicamento é de uso oral.

    O Brasil vai receber em um primeiro momento uma doação pequena da Opas, para apenas 50 pessoas. No começo do mês, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que o antiviral será destinado aos pacientes mais graves. “Há pacientes imunossuprimidos, jovens, com lesões em mais de 80% do corpo”, disse na ocasião.

    De acordo com o balanço divulgado pelo ministério nesta quinta, o Brasil tem 4.216 casos confirmados de varíola dos macacos e investiga outros 4.858. Na quarta (24), a pasta anunciou o primeiro caso em animal doméstico no país, em Juiz de Fora (MG). Trata-se de um filhote de cachorro de cinco meses.

    Leia mais:
    Monkeypox: Prefeitura de Manaus finaliza plano de contingência
    Negligência e lentidão com a varíola dos macacos são preocupantes
    Varíola do Macaco: Ministro diz que Brasil vai receber antiviral

    Mais informações.

    Últimos Artigos

    Nível dos rios do AM é “preocupante”, diz Defesa Civil

    Em informativo à população compartilhado nesta semana, a Defesa Civil Estadual do Amazonas (DC-AM)...

    AM perde liderança no Norte na produção de ovos

    Com a produção de 520.956 ovos de galinha em 2023, o Amazonas perdeu a...

    Em dois meses, 17 pessoas morreram atropeladas em Manaus

    De janeiro a fevereiro de 2024, 17 pessoas morreram em atropelamentos em Manaus. O...

    Saiba quais alimentos têm sódio em excesso identificados pela Anvisa

    Um relatório divulgado pela Anvisa revelou que 28% dos produtos industrializados monitorados entre 2020...

    Mais artigos como este

    Nível dos rios do AM é “preocupante”, diz Defesa Civil

    Em informativo à população compartilhado nesta semana, a Defesa Civil Estadual do Amazonas (DC-AM)...

    AM perde liderança no Norte na produção de ovos

    Com a produção de 520.956 ovos de galinha em 2023, o Amazonas perdeu a...

    Em dois meses, 17 pessoas morreram atropeladas em Manaus

    De janeiro a fevereiro de 2024, 17 pessoas morreram em atropelamentos em Manaus. O...