segunda-feira, junho 17, 2024
More
    HomePoderBrasilPreço da carne dispara e surpreende consumidores

    Preço da carne dispara e surpreende consumidores

    Publicado em

    spot_img

    Uma soma de fatores internos e externos da economia brasileira explicam a situação do mercado bovino no país. Entre as razões estão a recuperação da demanda interna, as prolongadas secas, o grande volume de exportações para a China e a alta do dólar, que tornou o produto brasileiro ainda mais competitivo no mercado internacional. A carne bovina sofreu reajuste significativo nas últimas semanas, chegando ao segundo preço mais alto desde o Plano Real.

    Em Manaus, o aumento de preço da carne vermelha tem surpreendido os consumidores. Segundo a Scot Consultoria, nas últimas semanas, a carne bovina desossada ficou 22,9% mais cara no mercado atacadista na média de todos os cortes pesquisados no Brasil, o que trouxe impactos nas redes de supermercado e na mesa do consumidor. Além disso, de acordo com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), a arroba em alta também pode afetar os preços do leite no ano que vem.

    De acordo com o relatório do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA), o Brasil é o terceiro país no ranking dos que mais consomem carne no mundo. Na lista consta que em 2018, o Brasil foi responsável pelo consumo de 13% da carne mundial, o que representa 7 milhões de toneladas de carne bovina, ficando atrás de Estados Unidos, que consumiu 20% e da China, responsável por 14% do consumo de carne vermelha.

    O presidente Jair Bolsonaro se pronunciou sobre o assunto no último sábado (30) e disse que o Governo não vai interferir no preço da carne bovina, que no mercado atacadista teve alta média de 22,9%. Segundo ele, o mercado é quem deve definir o preço do produto. Bolsonaro disse, no entanto, que acredita que o preço do produto vá baixar. “Quero deixar bem claro que esse negócio da carne é a lei da oferta e da procura. Não posso tabelar, inventar. Isso não vai dar certo”, comentou o presidente.

    Por Cíntia Ferreira, do Portal Projeta

     

     

     

    Últimos Artigos

    Nível dos rios do AM é “preocupante”, diz Defesa Civil

    Em informativo à população compartilhado nesta semana, a Defesa Civil Estadual do Amazonas (DC-AM)...

    AM perde liderança no Norte na produção de ovos

    Com a produção de 520.956 ovos de galinha em 2023, o Amazonas perdeu a...

    Em dois meses, 17 pessoas morreram atropeladas em Manaus

    De janeiro a fevereiro de 2024, 17 pessoas morreram em atropelamentos em Manaus. O...

    Saiba quais alimentos têm sódio em excesso identificados pela Anvisa

    Um relatório divulgado pela Anvisa revelou que 28% dos produtos industrializados monitorados entre 2020...

    Mais artigos como este

    Nível dos rios do AM é “preocupante”, diz Defesa Civil

    Em informativo à população compartilhado nesta semana, a Defesa Civil Estadual do Amazonas (DC-AM)...

    AM perde liderança no Norte na produção de ovos

    Com a produção de 520.956 ovos de galinha em 2023, o Amazonas perdeu a...

    Em dois meses, 17 pessoas morreram atropeladas em Manaus

    De janeiro a fevereiro de 2024, 17 pessoas morreram em atropelamentos em Manaus. O...