sábado, maio 18, 2024
More
    HomePoderBrasilSegundo Mourão, Brasil não tem futuro sem aprovação de novo pacote econômico

    Segundo Mourão, Brasil não tem futuro sem aprovação de novo pacote econômico

    Publicado em

    spot_img

    O vice-presidente Hamilton Mourão disse que o Brasil “não tem futuro” se as novas medidas econômicas formuladas pela equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, não forem aprovadas no Congresso Nacional. “O Congresso é soberano, vai analisar as propostas de emendas à Constituição que mudam o cenário fiscal brasileiro, mas se elas não forem aprovadas o Brasil não tem futuro”, disse Mourão ao avaliar a importância da nova agenda econômica do governo Bolsonaro.

    “Era uma promessa de campanha do presidente da República, que ele está cumprindo agora, fazendo os recursos chegarem na ponta, modernizando o estado e ajustando as contas públicas”, afirmou Hamilton Mourão.

    Segundo ele, se as medidas não forem aprovadas, o Brasil “está condenado a ser um país de renda média, parado no século 20, vivendo sempre um círculo de baixo crescimento alternado com um crescimento um pouco melhor”.

    Nesta quarta-feira (6), o ministro Paulo Guedes reuniu-se com senadores na residência oficial do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), para explicar as três PECs do Pacto Federativo entregues nesta terça-feira (5) ao Legislativo pelo presidente Jair Bolsonaro. A avaliação da cúpula do Congresso é que as medidas podem até demorar um pouco para serem votadas, mas devem ser aprovadas no próximo ano.

    A meta da equipe econômica é aprovar pelo menos a PEC que cria o estado de emergência fiscal, com medidas temporárias e permanentes de ajuste das contas públicas, com gatilhos que são acionados sempre que União e estados estiverem num período de grave crise fiscal. Para União, a sua aprovação geraria uma economia entre R$ 20 bilhões e R$ 27 bilhões no próximo ano. Para estados, de quase R$ 90 bilhões. Apesar de ser considerada uma meta difícil, os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre, e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), não descartam essa possibilidade.

    *Com informações do G1

    Últimos Artigos

    Nível dos rios do AM é “preocupante”, diz Defesa Civil

    Em informativo à população compartilhado nesta semana, a Defesa Civil Estadual do Amazonas (DC-AM)...

    AM perde liderança no Norte na produção de ovos

    Com a produção de 520.956 ovos de galinha em 2023, o Amazonas perdeu a...

    Em dois meses, 17 pessoas morreram atropeladas em Manaus

    De janeiro a fevereiro de 2024, 17 pessoas morreram em atropelamentos em Manaus. O...

    Saiba quais alimentos têm sódio em excesso identificados pela Anvisa

    Um relatório divulgado pela Anvisa revelou que 28% dos produtos industrializados monitorados entre 2020...

    Mais artigos como este

    Nível dos rios do AM é “preocupante”, diz Defesa Civil

    Em informativo à população compartilhado nesta semana, a Defesa Civil Estadual do Amazonas (DC-AM)...

    AM perde liderança no Norte na produção de ovos

    Com a produção de 520.956 ovos de galinha em 2023, o Amazonas perdeu a...

    Em dois meses, 17 pessoas morreram atropeladas em Manaus

    De janeiro a fevereiro de 2024, 17 pessoas morreram em atropelamentos em Manaus. O...