segunda-feira, abril 15, 2024
More
    HomePoderAmazonasEstado perde R$ 300 milhões com decreto de Amazonino

    Estado perde R$ 300 milhões com decreto de Amazonino

    Publicado em

    spot_img

    O atual governador do Amazonino Mendes (PDT), assinou uma medida, por força de decreto, para perdão de tributos como o ICMS, em suas operadoras financeiras. O decreto foi assinado no dia 26 de outubro, às vésperas da realização do segundo turno das eleições.

    No dia em que a Secretaria Estadual de Fazenda não tinha expediente por ter cedido o local para se tornar zona eleitoral, a lei foi homologada. O decreto foi sancionado e publicado no Diário Oficial do Estado na segunda-feira, 28, segundo técnicos da Sefaz  que foram contra a medida e se recusaram a dar o parecer favorável.

    Na terça-feira (15/11), o deputado Sidney Leite (PSD), denunciou os fatos e alertou para que o imposto das operações antecedentes, diferente da geração de energia das usinas do sistema isolado do Amazonas, no interior, seja de responsabilidade da empresa distribuidora de energia elétrica, como substituto tributário. A isenção pode chegar a R$ 300 milhões por ano, por conta da renúncia fiscal em prol das prestadoras de serviços energéticos para a Eletrobras Amazonas Energia.

    “O governador está abrindo mão da arrecadação desses tributos e vem dizer que não tem dinheiro para pagar a saúde. A casa não pode se silenciar. Peço ao governador eleito, Wilson Lima (PSC), que ao tomar posse, revogue esse decreto porque isso é uma imoralidade contra o povo do Amazonas, enquanto a Sefaz fica perseguindo os pequenos comerciantes do interior do Estado”, disse o deputado, e  acrescentou que a manobra pode ser configurada como crime de improbidade administrativa.

    Oliveira Energia, empresa Amazonense especializada na locação de grupos geradores de energia para a Eletrobrás (Foto: Reprodução/Internet)

     

    Na denúncia, também foi enfatizado que as empresas a serem beneficiadas com a renúncia fiscal, a Oliveira Energia, Geração e Serviços Ltda pertence à Orsine Oliveira, pai do atual presidente da Amazonastur, Orsine Jr., que também coordenou a campanha de Amazonino  na última eleição. “O grupo do empresário ganhou a concessão para fornecer energia ao interior por pelo menos 20 anos”, disse o parlamentar.

    O vice-governador eleito, Carlos Almeida (PRTB), coordenador da equipe de transição por parte do próximo governo, Wilson Lima (PSC), adiantou que pediu explicações da coordenação de transição da atual gestão sobre o tema e disse “que aguarda as informações para tomada de medidas ”.

    Últimos Artigos

    Nível dos rios do AM é “preocupante”, diz Defesa Civil

    Em informativo à população compartilhado nesta semana, a Defesa Civil Estadual do Amazonas (DC-AM)...

    AM perde liderança no Norte na produção de ovos

    Com a produção de 520.956 ovos de galinha em 2023, o Amazonas perdeu a...

    Em dois meses, 17 pessoas morreram atropeladas em Manaus

    De janeiro a fevereiro de 2024, 17 pessoas morreram em atropelamentos em Manaus. O...

    Saiba quais alimentos têm sódio em excesso identificados pela Anvisa

    Um relatório divulgado pela Anvisa revelou que 28% dos produtos industrializados monitorados entre 2020...

    Mais artigos como este

    Nível dos rios do AM é “preocupante”, diz Defesa Civil

    Em informativo à população compartilhado nesta semana, a Defesa Civil Estadual do Amazonas (DC-AM)...

    AM perde liderança no Norte na produção de ovos

    Com a produção de 520.956 ovos de galinha em 2023, o Amazonas perdeu a...

    Em dois meses, 17 pessoas morreram atropeladas em Manaus

    De janeiro a fevereiro de 2024, 17 pessoas morreram em atropelamentos em Manaus. O...