sábado, julho 20, 2024
More
    HomePoderAmazonasWilson Lima defende mais investimentos no AM no fórum de governadores em...

    Wilson Lima defende mais investimentos no AM no fórum de governadores em Brasília

    Publicado em

    spot_img

    Manaus (AM)

    Investir nos sistemas de monitoramento e inteligência da região de fronteira do Amazonas com o Peru, Venezuela e a Colômbia para combater o tráfico de drogas e outros crimes, assim como melhorar o sistema prisional do Estado serão prioridades do governador eleito do Amazonas, Wilson Lima. Para estes investimentos o Amazonas, maior estado brasileiro em extensão territorial, precisará de atenção especial e parceria direta com o governo federal.

    Esse fortalecimento nas relações foi defendido por Wilson Lima no fórum de governadores, nesta quarta-feira (12/12), na sede do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, em Brasília. Foi a segunda reunião depois das eleições de outubro.

    Dessa vez, participaram vinte e três governadores e dois vices eleitos, o vice-presidente eleito da República, General Humberto Mourão, o futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha, o atual ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, o futuro secretário nacional de Segurança Pública, General Guilherme Theóphilo, além do presidente do OAB, Carlos Lamachia.

    Reunião em Brasília é a segunda promovida pelos governadores desde a eleição de outubro (Divulgação)

    Wilson Lima requisitou a permanência do efetivo de 65 homens da Força Nacional de Segurança, no Amazonas, em 2019. Eles foram enviados logo após o massacre de cinquenta e quatro detentos dentro do Complexo Penitenciário Anísio Jobim, em janeiro de 2017.

    O futuro secretário nacional de Segurança Pública, General Guilherme Theóphilo, garantiu a continuidade da tropa no Estado, que atualmente, presta serviços no entorno dos presídios e na região de fronteira.

    O futuro secretário de Segurança Pública do Amazonas, Cel. Louismar Bonates, que acompanhou o governador eleito, endossou o pedido em caráter de urgência.

    “Nós vimos a necessidade, já que o atual governo ainda não oficializou junto ao governo federal o pedido de permanência dos homens da força nacional. E fizemos o pedido pessoalmente. O efetivo é fundamental para manutenção da ordem, principalmente no entorno dos presídios”, afirmou Bonates.

    O governador eleito ainda defendeu mais investimentos nas ações de combate ao tráfico de drogas e contrabando de armas e outros crimes, sobretudo na região de fronteira onde há falta de estrutura e de pessoal.

    Wilson Lima enfatizou que é preciso instalar novas bases de segurança, implementar serviços de inteligência ao longo da fronteira e aumentar o efetivo. A Base Anzol da Polícia Federal, única na região, está desaparelhada e com defasagem de servidores.

    “É preciso retomar o controle das fronteiras. Há um esforço muito grande das nossas polícias civil e militar para combater o tráfico de drogas, mas as distâncias são grandes e não há pessoal suficiente”, disse ele.

    Outro assunto discutido pelos governadores durante a reunião foi a situação penitenciária do País, uma preocupação de todos os estados.

    Wilson Lima defendeu o aporte de recursos federais na construção de novos presídios na capital e no interior, com segurança e modernização necessárias.

    “É preciso fazer mais do que ampliar vagas. Tem que se investir em tecnologia, reativar os bloqueadores de celulares, integrar o sistema de cadastro de presos, além de aplicar recursos em projetos de ressocialização”, pontuou.

    Futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro (Divulgação)

    O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, propôs uma integração e organização de todos os estados e disse que já há um projeto para combater o crime organizado e melhorar a segurança pública e o sistema penitenciário.

    O ministro Dias Toffoli ressaltou que é o momento das instituições assumirem seus papéis.

    O Fórum ainda teve a participação do Vice-Presidente eleito, General Hamilton Mourão, que destacou a importância do diálogo com os Estados.

    Eles ouviram dos governadores outras demandas relacionadas ao pacto federativo e ao repasse do Fundo de Participação dos Estados.

    Os governadores vão manter uma agenda mensal de reuniões a partir do ano que vem para tratar de temas comuns. O primeiro encontro, há cerca de um mês, teve a presença do presidente eleito Jair Bolsonaro.

    Últimos Artigos

    Nível dos rios do AM é “preocupante”, diz Defesa Civil

    Em informativo à população compartilhado nesta semana, a Defesa Civil Estadual do Amazonas (DC-AM)...

    AM perde liderança no Norte na produção de ovos

    Com a produção de 520.956 ovos de galinha em 2023, o Amazonas perdeu a...

    Em dois meses, 17 pessoas morreram atropeladas em Manaus

    De janeiro a fevereiro de 2024, 17 pessoas morreram em atropelamentos em Manaus. O...

    Saiba quais alimentos têm sódio em excesso identificados pela Anvisa

    Um relatório divulgado pela Anvisa revelou que 28% dos produtos industrializados monitorados entre 2020...

    Mais artigos como este

    Nível dos rios do AM é “preocupante”, diz Defesa Civil

    Em informativo à população compartilhado nesta semana, a Defesa Civil Estadual do Amazonas (DC-AM)...

    AM perde liderança no Norte na produção de ovos

    Com a produção de 520.956 ovos de galinha em 2023, o Amazonas perdeu a...

    Em dois meses, 17 pessoas morreram atropeladas em Manaus

    De janeiro a fevereiro de 2024, 17 pessoas morreram em atropelamentos em Manaus. O...